QUERO DOAR

DOAÇÃO DE ÓVULOS

A doação é um acto altruísta e voluntário.

No CETI pode doar ovócitos. A partir do momento em que entra num programa de doação, é submetida a exames de modo a averiguar se está em condições de doar e será acompanhada por um médico durante todo o processo.

 

 

Requisitos:

 

  • Ter entre 18 e 34 anos;
  • Ser saudável, sem história de doenças de transmissão sexual, genéticas ou outras;
  • Não ter doado ovócitos mais de quatro vezes;
  • No caso de já ter doado, ter decorrido mais de 3 meses.

 

 

Enquadramento Legal:

 

O artigo 18º da Lei nº 32/2006 deixa bem claro que é proibida a compra ou venda de ovócitos, sémen ou embriões ou de qualquer material biológico decorrente da aplicação de técnicas de PMA.

A lei portuguesa determina que a doação de ovócitos seja um processo voluntário, de carácter benévolo, em que as dadoras recebem uma compensação económica destinada ao reembolso das despesas efectuadas ou dos prejuízos directa e imediatamente resultantes da dádiva, definida nos termos fixados pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, de acordo com o previsto no nº3 do Artigo 22 da Lei 12/2009, de 26 de Março e no Despacho nº3192/2017 publicado no Diário da República, Série II de 2017-04-17, com o limite máximo correspondente ao dobro do valor do Indexante dos Apoios Sociais, actualmente de 877,62€.

De salientar que, no caso das dadoras femininas que iniciem o processo de doação, e que por alguma razão alheia à sua vontade não o possam concluir, é atribuída uma compensação parcial correspondente a 40 % do valor supra mencionado.

 

 

Processo:

 

Avaliação Prévia – As candidatas, terão que se deslocar ao CETI para uma Consulta de Ginecologia gratuita. Será explicado todo o processo de doação e proceder-se-á a uma recolha de sangue para fazer um conjunto de análises clínicas indispensáveis.

 

Início do Tratamento – Quando estiveram disponíveis os resultados das análises clínicas e surgir um casal compatível, o CETI entrará em contacto com a doadora para iniciar a estimulação ovárica (inicio do tratamento de doação).

 

Recolha dos Óvulos – Após a estimulação hormonal é feita a recolha dos ovócitos. Durante todo o processo será acompanhada por um médico.

 

 

Perguntas Frequentes:

 

  • A doação de óvulos tem efeitos secundários?

Não. Não existe aumento de peso, não acelera a menopausa, não aumenta a incidência de cancro e nem existe um aparecimento súbito de acne ou pelo, como erradamente se acredita.

 

  • Quais os riscos que corro se doar óvulos?

Praticamente nenhum. O processo é geralmente bem tolerado e só excecionalmente comporta algum risco, como a síndrome da hiperestimulação dos ovários, que consiste numa resposta exagerada ao tratamento.

 

  • Poderei ter filhos futuramente se doar óvulos?

Sim, doar óvulos não significa que se esgotem ou que acelere a perda dos seus óvulos.

 

  • Quem realiza a seleção da doadora de óvulos?

É a equipa médica, devendo procurar garantir a maior semelhança fenotípica e imunológica com a recetora.

 

 

Ajude a realizar um sonho:

A informação que nos enviar será guardada e processada através de e-mail apenas com o propósito de recolha de dados. O CETI irá tratar a sua informação pessoal com toda a confidencialidade e segurança, de acordo com o estabelecido nos regulamentos de protecção de dados. Poderá retirar o seu consentimento de utilização de dados, solicitar a sua correcção ou pedir a sua eliminação em qualquer altura.